BRASIL, Sudeste, BAURU, Homem, English, Portuguese, Cinema e vídeo, Informática e Internet, Vídeo Games
Idade:41 anos
Profissao:Artesão/Costureiro
Hobby:Jogar vídeo game

Sou apaixonado pela vida,
e independente de ser ou não
soro positivo desde 95,
eu me considero uma pessoa feliz!
 

   

    DIÁRIO POZ
  TUDO NA VIDA VIRA HISTÓRIA por NANI
  BLOG DA CALABRESA
  Portal informativo sobre AIDS e DSTs
  JANELAS ABERTAS
  Revista SABER VIVER (online)
  SOCIEDADE VIVA CAZUZA
  Verdes Verdades...


 

    01/02/2016 a 29/02/2016
  01/05/2015 a 31/05/2015
  01/09/2014 a 30/09/2014
  01/04/2014 a 30/04/2014
  01/02/2014 a 28/02/2014
  01/01/2014 a 31/01/2014
  01/10/2013 a 31/10/2013
  01/09/2013 a 30/09/2013
  01/05/2013 a 31/05/2013
  01/04/2013 a 30/04/2013
  01/02/2013 a 28/02/2013
  01/11/2012 a 30/11/2012
  01/08/2012 a 31/08/2012
  01/07/2012 a 31/07/2012
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/04/2012 a 30/04/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/01/2012 a 31/01/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/08/2011 a 31/08/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/06/2011 a 30/06/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/12/2008 a 31/12/2008
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/09/2008 a 30/09/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/01/2008 a 31/01/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006


 

   

   
Renato Pescador de Ilusões

Criar seu atalho

 

 
 
EU e o HIV:Vivendo um Dia Após o Outro...



Uso de álcool, drogas e confiança no parceiro aumentam exposição ao HIV no Carnaval

Jairo Bouer entrevista o integrante da ONG Pela Vidda : Mário Scheffer



Escrito por Taner Waterfall às 10h14
[   ]




EU SOU UM DALIT

Calma, eu explico!
Digo que sou um Dalit apenas metaforicamente...
Sou noveleiro desde muito pequeno, o que levava muitas vezes meu pai a me ofender dizendo que isso era coisa de maricas, que seja, sou noveleiro e pronto!
E claro que já devam ter percebido de qual novela me refiro: Caminho das Índias.
A personagem Maya, interpretada deliciosamente por Juliana Paes, e Bahuan, interpretado encantadoramente por Márcio Garcia, vivem um par romântico.
Maya apaixona-se por Bahuan, sem saber que ele é um Dalit, "um intocável" de acordo com a cultura deles.
E vendo o capítulo de ontem e hoje eu me vi claramente na angústia de Bahuan na hora de decidir como e quando contar ser um Dalit.
No meu caso a angústia era de quando e como falar ser um soro-positivo.
Ontem, apesar de triste, dei boas risadas com isso... Virei para o Rick e disse: "Eu sou um Dálit!", ele fez cara feia...
Eu levo tudo assim mesmo, com bom humor e isso me faz bem!

Mas devo agradecer por ser apenas soro-positivo e não um Dalit, pois, pelo que estive lendo, ainda existe na Índia muito preconceito, pior ainda do que com negros ou gays...

Eita mundinho besta, ou melhor, eita humanidade ignorante!!!

Quando vamos aprender a conviver com as diferenças?
Quando vamos aprender apenas a viver bem?

Eu já recebi muitos "nãos" e muitos já me deram as costas quando disse ser soro-positivo.
Acho que hoje faço isso (inconscientemente) apenas por defesa, não fico esperando "o momento certo" para falar para alguém que estou interessado que sou soro-positivo. Falo e pronto. Claro que no fundo bate aquela insegurança, mas vou sempre preparado para o pior.
Muitos também já pensaram que eu apenas disse ter HIV para que esses se afastassem de mim.
Como aconteceu certa vez em que eu havia conhecido um cara a apenas dois dias e quando fui até a casa dele decidi que iria contar.
Era um momento todo romântico, rosto no rosto, um sentindo a respiração do outro:
- Eu preciso te falar uma coisa. - com uma fisionomia séria.
- Pode falar...
- Sou soro-positivo...
- Como assim? - detalhe: ele era enfermeiro. - Pára de brincadeira, você tá falando isso só pra não ficar comigo não é?
- Não. Eu tenho HIV, é sério.
Continuamos naquela posição olhando um para o outro por algum tempo. Ele me abraçou forte:
- Fode-se Taner... Eu quero ficar com você!!!
Na hora foi tudo lindo e eu acreditei... Pouco mais de dois meses depois disso, descobri que ele saia comigo e com a turma do Corinthians (num sentido figurado tá gente!)

Mas tá bão! Assim é a vida, muitos não aceitam, outros nos acolhem, como se fossemos coitadinhos e outros nem dão bola.

O importante é ser feliz! E isso eu sei que sou.


BOA NOITE;


Saiba mais sobre os dalits:

http://www.orepelaindia.com/especial/dalits.php

 

Fatos sobre os Dalits:
• A cada dia, três mulheres Dalits são estrupadas (leia Jovem Dalit estrupada e queimada até a morte);

http://www.orepelaindia.com/direto_campo/jovem_dalit.php

• Crianças Dalits são freqüentemente forçadas a sentarem de costas nas suas salas de aula, ou mesmo fora da sala;
• A cada hora, duas casas de Dalits são queimadas;
• A maioria das pessoas das castas altas evitarão terem Dalits preparando a sua comida, por medo de se tornarem imundos;
• A cada hora, dois Dalits são assaltados.
• Em muitas partes da Índia, Dalits não são permitidos entrar nos templos e outros lugares religiosos;
• 66% são analfabetos;
• A taxa de mortalidade infantil é perto de 10%;
• A 70% são negado o direito de adorarem em templos locais;
• 57% das crianças Dalits abaixo da idade de quarto anos estão muito abaixo do peso;
• 300 milhões de Dalits vivem em Índia;
• 60 milhões de Dalits são explorados através do trabalho forçado;
• A maioria dos Dalits são proibidos de beber da mesma água que os de castas mais altas.



Escrito por Taner Waterfall às 21h32
[   ]





[ ver mensagens anteriores ]