BRASIL, Sudeste, BAURU, Homem, English, Portuguese, Cinema e vídeo, Informática e Internet, Vídeo Games
Idade:41 anos
Profissao:Artesão/Costureiro
Hobby:Jogar vídeo game

Sou apaixonado pela vida,
e independente de ser ou não
soro positivo desde 95,
eu me considero uma pessoa feliz!
 

   

    DIÁRIO POZ
  TUDO NA VIDA VIRA HISTÓRIA por NANI
  BLOG DA CALABRESA
  Portal informativo sobre AIDS e DSTs
  JANELAS ABERTAS
  Revista SABER VIVER (online)
  SOCIEDADE VIVA CAZUZA
  Verdes Verdades...


 

    01/02/2016 a 29/02/2016
  01/05/2015 a 31/05/2015
  01/09/2014 a 30/09/2014
  01/04/2014 a 30/04/2014
  01/02/2014 a 28/02/2014
  01/01/2014 a 31/01/2014
  01/10/2013 a 31/10/2013
  01/09/2013 a 30/09/2013
  01/05/2013 a 31/05/2013
  01/04/2013 a 30/04/2013
  01/02/2013 a 28/02/2013
  01/11/2012 a 30/11/2012
  01/08/2012 a 31/08/2012
  01/07/2012 a 31/07/2012
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/04/2012 a 30/04/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/01/2012 a 31/01/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/08/2011 a 31/08/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/06/2011 a 30/06/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/12/2008 a 31/12/2008
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/09/2008 a 30/09/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/01/2008 a 31/01/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006


 

   

   
Renato Pescador de Ilusões

Criar seu atalho

 

 
 
EU e o HIV:Vivendo um Dia Após o Outro...



CHACOALHÃO

Afinal o que é que você veio fazer aqui?

Procurar alguma explicação pro HIV?

Não tem explicação. Aconteceu e pronto!

Não existem culpados.

Talvez você, por ter-se deixado levar pela emoção, pelo tesão,

mas o que importa agora?

Existem coisas muito mais importantes para se preocupar.

Melhor ainda: pare de se preocupar tanto.

Vá à luta.

Segue tua vida.

Nada irá mudar. A não ser que você permita.

Continue batalhando por seus sonhos, pois, eles não virão bater à sua porta.

Levante dessa cadeira agora!

Enxágüe o rosto e pare de colocar minhocas na sua cabeça.

 Você sabe muito bem o que deve fazer para ser feliz,

está dentro de você, basta saber enxergar...

Só mais uma coisa:

DE HOJE EM DIANTE CUIDE, COMO NUNCA, DE SUA SAÚDE!!!



Escrito por Taner Waterfall às 23h21
[   ]




FRAGMENTOS DE UMA HISTÓRIA

Bauru, em algum momento em 1997

E lá estava ele sentado sobre a mureta. Olhar apreensivo, ele parecia estar ali há horas a minha espera.

— E então? — perguntou colocando sua mão em meu ombro.

Não consegui responder. Ele me abraçou forte e começou a chorar. Eu não consegui retribuir o abraço, estava envergonhado e extremamente chateado por sentir-me o culpado pelo que estava acontecendo conosco.

— Me perdoa? — foi a única coisa que consegui pronunciar de forma quase inaudível.

* * *

Estávamos juntos há quase dois anos e nunca havíamos tocado no assunto e muito menos nos precavido, só queríamos nos amar como dois seres imunes a qualquer maldade externa. E quando estávamos juntos não conseguíamos enxergar mais nada além de nós mesmos. Vivíamos numa bolha invisível onde nada era capaz de afetar nosso amor, ao menos até aquele momento...

Passado algum tempo após a descoberta de que eu era portador do vírus HIV ele passou a viver como se nada tivesse acontecido, ao menos quando estava comigo, nunca demonstrara nada e durante alguns anos vivemos normalmente e continuamos até mesmo transando sem proteção.

Hoje, após quinze anos, eu me pergunto se ele já não sabia de sua condição e me escondera desde o começo, mas isso já não importava mais.

* * *

(partes de um diário que tive a muitos anos atrás...)

Bauru, 05 de dezembro de 1995

Querido Diário,

Já era noite e estava assistindo a novela das oito, “Explode Coração” e tocava a música: “Eu sei que vou te amar...”

A cena que passava era de Júlio Falcão (Edson Celulari) e a cigana Dara (Tereza Seiblitz) e vendo todo o romantismo senti uma saudade maior dele. Eu estava perdidamente apaixonado e por morar longe dele eu não gostava mais de ver cenas românticas pois ficava angustiado por não poder viver esse amor de forma mais aberta, afinal ainda morava na casa de meus pais e eles jamais entenderiam.

“Não posso mais assistir a esse tipo de cena, a não ser que você esteja ao meu lado. Ah! Como gostaria de estar contigo agora te dizendo o quanto estou apaixonado...”

* * *

Bauru, 01 de maio de 1996.

Querido Diário,

Estou na kitnet deitado em minha cama e são 20h57m, a TV está ligada e tem um gato miando na minha janela.

Tive um dia maravilhoso, pois, estava ao lado que alguém que amo muito.

Sempre que pode, ele vem da cidade vizinha onde mora e ficamos o tempo todo juntos. Geralmente ele vem aos finais de semana. E chega domingo à noite, acaba um sonho e volto a realidade: ele vai embora até que eu possa vê-lo novamente no outro final de semana ou se tivermos sorte até um próximo feriado.

Tem sido assim desde que me mudei para cá.

Aos domingos a noite é sempre a mesma rotina: descemos até o ponto onde ele pega o ônibus para a cidade dele e eu subo de volta pra “kit” desolado sem saber o que fazer sem ele. Chego em casa, me jogo na cama e fico pensando nele com uma tristeza enorme no peito... É como se a minha essência fosse embora com ele. Não tenho ânimo pra nada sem ele 



Escrito por Taner Waterfall às 22h40
[   ]





[ ver mensagens anteriores ]