BRASIL, Sudeste, BAURU, Homem, English, Portuguese, Cinema e vídeo, Informática e Internet, Vídeo Games
Idade:41 anos
Profissao:Artesão/Costureiro
Hobby:Jogar vídeo game

Sou apaixonado pela vida,
e independente de ser ou não
soro positivo desde 95,
eu me considero uma pessoa feliz!
 

   

    DIÁRIO POZ
  TUDO NA VIDA VIRA HISTÓRIA por NANI
  BLOG DA CALABRESA
  Portal informativo sobre AIDS e DSTs
  JANELAS ABERTAS
  Revista SABER VIVER (online)
  SOCIEDADE VIVA CAZUZA
  Verdes Verdades...


 

    01/02/2016 a 29/02/2016
  01/05/2015 a 31/05/2015
  01/09/2014 a 30/09/2014
  01/04/2014 a 30/04/2014
  01/02/2014 a 28/02/2014
  01/01/2014 a 31/01/2014
  01/10/2013 a 31/10/2013
  01/09/2013 a 30/09/2013
  01/05/2013 a 31/05/2013
  01/04/2013 a 30/04/2013
  01/02/2013 a 28/02/2013
  01/11/2012 a 30/11/2012
  01/08/2012 a 31/08/2012
  01/07/2012 a 31/07/2012
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/04/2012 a 30/04/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/01/2012 a 31/01/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/08/2011 a 31/08/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/06/2011 a 30/06/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/12/2008 a 31/12/2008
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/09/2008 a 30/09/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/01/2008 a 31/01/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006


 

   

   
Renato Pescador de Ilusões

Criar seu atalho

 

 
 
EU e o HIV:Vivendo um Dia Após o Outro...



DORMINDO COM O INIMIGO

mais um conto da vida real...



Algumas semanas atrás, deixei-me envolver por um larápio. Mas ele não roubava assim propriamente dito, ele enganava. E eu como um carente incorrigível, me deixei levar por sua lábia, e fiquei refém do seu falso amor...


Eu nem estava tão animado assim para a noite que estava por vir. 

Mas enfim, depois de tanto insistirem, acabei por ceder. Tomei um banho demorado para despertar a alma que parecia estar em sono profundo a milênios. Estava abatido a semanas por estar completamente insatisfeito com a vida que estava levando, mais precisamente com o meu trabalho. Frustrante.

Aquele sábado parecia como todos os outros sábados. 

A essa altura, meus finais de semana já não se diferenciavam um do outro, a não ser pela quantidade de álcool ingerida nas noites que variavam conforme meu humor. E essa noite não seria diferente, meu humor estava péssimo.

E é geralmente nessas noite em que estamos desencanados e a fim de nada que geralmente conhecemos alguém. E foi justamente nessa noite que acabei conhecendo o lobo em pele de cordeiro. O cara havia me encarado boa parte da noite, estávamos sempre em lados opostos. Até que resolvi ver qual era a dele. Comecei a segui-lo. E quando ele foi ao andar de cima da boate aguardei um pouco e resolvi subir, esbarrei com ele na metade da escada, com um esforço fenomenal, abri um sorriso e continuei subindo, ele voltou atrás de mim.

- Gostei de você. - falei ao seu ouvido colocando a mão sobre seu ombro e apertando com força. Típico carinho masculino.

- Obrigado! - e continuou dançando.

Eu olhei pra ele com uma cara de abestado e soltei um: - Só isso?!

- Estou de boa, só curtindo a noite. 

E desci com a maior cara de tacho, meio chateado e arrependido por ter chegado em alguém. Resolvi então voltar a estaca zero daquela noite, e apenas fiz como ele, continuei curtindo a noite com a lata de cerveja na mão, mas não demorou e logo ele reapareceu...

- Posso te dar um beijo se quiser.- falou chegando próximo a minha boca, com a maior cara de pau.

Segurei sua nuca e o puxei contra minha boca e apesar de não ter ouvido sinos tocando e nem uma música romântica ao fundo, havia sido um beijo muito gostoso, daqueles em que não se quer mais largar nem por um segundo, ou seria isso minha carência falando mais alto?

E no decorrer da noite ele foi se soltando e soltando algumas preciosidades que foi me deixando com um pé atrás, do tipo: "quero dormir com você hoje", "quero você todos os dias"... Eu não estava em busca de sexo e por suas atitudes tudo levava a crer que seria uma noite "x-rated".

Sempre achei muito arriscado ficar levando estranhos pra casa, sou meio neurótico com isso, mas ele acabou me convencendo e fomos juntos pra casa.

Tudo estava bom demais pra ser verdade. Fisicamente ele me atraía muito. Alto, robusto, cara de mau, um sotaque nordestino delicioso e na cama era perfeito pra mim até o momento em que ele propôs que transássemos sem camisinha.

- Não! De forma alguma, você está louco?! - eu ainda não havia falado pra ele que eu era soro-positivo.

Levantei da cama e peguei na gaveta um preservativo, sem argumentar nada, pois, ele sabia que estava errado, com seus trinta e cinco anos já não era mais um adolescente. Foi muito bom apesar do susto e da insistência dele.

No dia seguinte quando fui buscá-lo no serviço, eu estava decidido a contar sobre mim. Mostrei o jornal com a minha cara estampada na capa e contei.

A resposta: - tudo bem, não me importo, quero ficar com você...

No dia seguinte foi a vez dele. Para minha surpresa, ele também disse ser soro-positivo a dois anos.

Quando ele disse isso, eu fiquei sem reação. Não esperava por isso. E a partir daí pude perceber mais ainda que ele realmente não era flor que se cheire.

Se ele queria transar comigo sem preservativo mesmo sabendo que tem HIV com certeza não se importa com a saúde de ninguém e nem mesmo com a própria. Transar com alguém desprotegido sabendo que você é soro-positivo é crime!!!

E, pra encurtar a história, pois, isso aqui não é um romance (risos), acabei me livrando do cara, mandando-o devolta para sua terra no melhor estilo "DE VOLTA A MINHA TERRA", como na TV... Deveria tê-lo mandado de jegue, mas trouxa como sou, acabei mandando-o de avião mesmo, com a história de que iria semanas depois.

Os dias foram passando e aos poucos fui descobrindo todas as suas faucatruas, e não foram poucas, mas isso deverá ficar pra um outro post, ou não, afinal histórias ruins devem ser atiradas na lata de lixo... Pra situações assim, por sorte, eu tenho memória curta...



Escrito por Taner Waterfall às 01h27
[   ]




TV TEM FALA SOBRE HIV E O BLOG...

Para quem ainda não viu a reportagem que dei nesse mês de Dezembro para o programa regional REVISTA DE SÁBADO...

Espero que gostem... Como digo, não é uma exposição gratuita, tem um propósito, que é o de acabar de vez com esse medo e preconceito que as pessoas têm de falar sobre o HIV...



 

 

http://www.tvtem.com.br/revistadesabado



Escrito por Taner Waterfall às 13h48
[   ]




 

ACEITANDO OS NOVOS CAMINHOS...

 

Fim de ano chegando e junto com ele vem aquela sensação de vida nova, novos desafios a serem vencidos e novos caminhos a serem traçados e vividos.

Hoje fui cuidar um tiquinho de minha saúde, fui ao médico pegar minhas receitas, colhi sangue para os exames de rotina e depois fui ao posto de saúde buscar meus remédios. Estando lá, mais uma vez, encontrei o posto de saúde cheio de pessoas a espera de serem atendidas pelo médico com as carinhas apreensivas e talvez estivessem se perguntando: “e agora, o que será de mim?”.

Vi também, uma moça bonita, alta, cabelos negros pouco abaixo dos ombros, pele branquinha, lábios vermelhos e carnudos, corpo escultural de onde se viam alguns músculos e seu gogó saliente, denunciando assim, que era na verdade um travesti. Ela estava a reclamar dos remédios e saiu do posto falando em alto e bom som para que todos na sala pudessem ouvir: “Eu é que não vou mais tomar esses remédios que me deixam com os olhos amarelos!”.

De fato, isso pode ocorrer algumas vezes com certos medicamentos. Eu mesmo sofri tal mal, que é chamado de hepatite medicamentosa e que me deixou com icterícia (o branco dos olhos fica amarelado e muitas vezes a pele também), e o medicamento que eu tomava na época teve que ser suspenso e trocado por outro.

O maior medo das pessoas que se descobrem soropositivas é a hora de tomar a medicação, mas o que elas devem entender é que a medicação só vai entrar na vida delas para auxiliar no tratamento e não para atrapalhar. Então é como sempre digo, se algum medicamento não está te fazendo bem, você deve na mesma hora comunicar seu médico para que seja encontrada uma combinação de medicamentos adequada para o sucesso no tratamento.

            Todos sabemos que assim é a vida, cheia de momentos bons e alguns nem tanto, basta você saber escolher de que forma vai olhar sua vida.

            Eu acredito que você pode escolher ser feliz ou ficar se lamentando, e eu procuro sempre escolher ser feliz. E se algo está me incomodando ou me deixando triste, dou logo um jeito de virar o jogo para poder continuar nessa estrada.

            Uma colega de trabalho sofreu há três semanas um acidente gravíssimo de moto, ela era totalmente saudável e hoje encontra-se numa cama se recuperando do acidente e com o rosto destruído, ela escolheu viver e ser feliz e aceitar esse novo desafio que a vida lhe impôs.

            Há dezesseis anos eu também escolhi viver e ser feliz aceitando esse novo desafio que a vida me impôs.

            Gianechini também escolheu ser feliz e lutar por sua vida, aceitando esse novo desafio que a vida lhe impôs.

            E você? Vai escolher SER FELIZ ou vai continuar se lamentando “por que eu?”!!!

            Pense nisso...

E de coração, espero que escolha:

- SER FELIZ

- ACEITE SEU NOVO CAMINHO

- E LUTE COM TODAS AS FORÇAS PARA SUPERAR QUALQUER PROBLEMA QUE VENHA A TE PERTURBAR...


 



Escrito por Taner Waterfall às 01h37
[   ]





[ ver mensagens anteriores ]