BRASIL, Sudeste, BAURU, Homem, English, Portuguese, Cinema e vídeo, Informática e Internet, Vídeo Games
Idade:41 anos
Profissao:Artesão/Costureiro
Hobby:Jogar vídeo game

Sou apaixonado pela vida,
e independente de ser ou não
soro positivo desde 95,
eu me considero uma pessoa feliz!
 

   

    DIÁRIO POZ
  TUDO NA VIDA VIRA HISTÓRIA por NANI
  BLOG DA CALABRESA
  Portal informativo sobre AIDS e DSTs
  JANELAS ABERTAS
  Revista SABER VIVER (online)
  SOCIEDADE VIVA CAZUZA
  Verdes Verdades...


 

    01/02/2016 a 29/02/2016
  01/05/2015 a 31/05/2015
  01/09/2014 a 30/09/2014
  01/04/2014 a 30/04/2014
  01/02/2014 a 28/02/2014
  01/01/2014 a 31/01/2014
  01/10/2013 a 31/10/2013
  01/09/2013 a 30/09/2013
  01/05/2013 a 31/05/2013
  01/04/2013 a 30/04/2013
  01/02/2013 a 28/02/2013
  01/11/2012 a 30/11/2012
  01/08/2012 a 31/08/2012
  01/07/2012 a 31/07/2012
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/04/2012 a 30/04/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/01/2012 a 31/01/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/08/2011 a 31/08/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/06/2011 a 30/06/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/12/2008 a 31/12/2008
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/09/2008 a 30/09/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/01/2008 a 31/01/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006


 

   

   
Renato Pescador de Ilusões

Criar seu atalho

 

 
 
EU e o HIV:Vivendo um Dia Após o Outro...



PAPI SOBERANO...

 

Hoje, dia primeiro de fevereiro de 2014, qualquer site que você abrisse estava lá a "notícia" do momento: a novela AMOR A VIDA.

Eu não poderia deixar de passar aqui hoje para falar sobre a novela, mas não estou falando do tal beijo gay. Como coloquei em meu perfil do Facebook, decidi escrever aqui hoje para falar de algo muito maior que uma simples demonstração de carinho entre dois homens que se amam, eu quero hoje falar sobre o amor entre pais e filhos, sobre a cena belíssima ao final da novela. Dr. César, personagem vivido por Antônio Fagundes, passou a novela inteira inferiorisando Félix (Matheus Solano) por ser homossexual e por fim acabou tendo que viver aos cuidados do filho, que mesmo depois de tanto desafeto se dispôs a cuidar do pai com todo amor e carinho. 

O beijo gay que houve na novela, só aconteceu para causar "borburinho" e dar mais IBOPE e não passou disso, ao passo, que a cena final onde o filho diz ao pai, mesmo com receio de mais uma vez ser pisado, "Eu te amo", e logo em seguida, inesperadamente o pai responde: "Eu também te amo... meu filho!", essa cena, imagino que tenha sido  muito mais impactante e tenha sido de um efeito muito maior na vida de pessoas que passam ou passaram pela mesma situação, podendo inclusive ter ajudado a aproximar pais e filhos, ao menos é isso que eu espero que tenha causado...

Como sempre disse, o HIV em minha vida é um mero detalhe, pois, outras tantas coisas que aconteceram e acontecem são de uma importância muito maior...

Aos vinte anos quando contei ao meu pai sobre minha sexualidade (ele me questionou e não quis negar, pois achei que seria muito mais trabalhoso ter que sustentar uma mentira), aconteceu algo que eu já estava me preparando para viver, ele não aguentou o baque e pediu a minha mãe para que me avisasse que não me queria mais morando em nossa casa. Ficamos um ano inteiro sem nos vermos e sem nos falarmos. Apesar de toda dor causada, foi uma vivência totalmente válida, a qual não me arrependo, pois com isso aprendi muito sobre a vida, sobre mim...

Minha relação com meu pai nunca foi fácil e até hoje eu não consigo conversar com ele como converso com um amigo ou como converso com minha mãe. Não sei explicar o que acontece, às vezes parece que estamos competindo um com o outro. Muitas vezes ele descarregou em mim toda sua fúria por eu ser gay, imagino que sempre se culpando ou até mesmo culpando minha mãe por isso, mas não acredito que haja culpados. Eu sou assim e ponto. Paciência (risos)... Muitas vezes até tentei puxar assunto com ele, mas é como se estivessemos tentando unir dois ímãs de lados iguais, ou seja: é impossível, por mais que você tente você jamais conseguirá uní-los.

Em trinta e nove anos de vida que tenho, eu me lembro de ter dito apenas uma vez ao meu pai: EU TE AMO PAI! E essas palavras tão simples e tão carregadas de vida, foram ditas com meus braços em volta de seu pescoço e seguido de um choro que deveria estar ali adormecido durante anos, foram apenas alguns segundos, porém, foram de extrema importância para mim e acredito que para ele também.

É engraçado quando me lembro disso... sabe quando dois machões se abraçam no "susto" e começam a chorar, e logo em seguida fingem que caiu um sisco nos olhos e começam a pigarrear e logo se afastam e mudam de assunto para que ninguém perceba que estão chorando? Foi bem assim que aconteceu, lembro que logo em seguida corri para o banheiro lavar meu rosto e limpar aqueles "anos" de lágrimas adormecidas...

Eu e meu pai, sei que nos amamos muito, mesmo sem essa demonstração explícita de carinho, ele já demonstrou de diversas outras formas o quanto me ama e o quanto lutou por mim.

Meu pai herói, meu pai adolescente, meu pai frágil, meu pai leão, meu pai "midas", meu pai gênio, meu pai curioso, meu pai escorpião, meu pai protetor, meu pai sonhador...


DEDICO ESSE POST, VOCÊS SABEM A QUEM...

AO MEU PAI!!!


"PAPI SOBERANO... TE AMO!!!" (risos), claro que jamais falaria assim, afinal, sou gay, mas sou macho(ista)!




Escrito por Taner Waterfall às 20h31
[   ]





[ ver mensagens anteriores ]